3ºBPM – Balanço do ano de 2017

146

3ºBPM – BATALHÃO DO AGRESTE

Balanço do ano de 2017

Após 1 ano e 1 mês no Comando do 3°Batalhão de Polícia Militar (3°BPM), Major Sidney Barbosa – Comandante do Batalhão do Agreste, sediado em ITABAIANA/SE, realiza uma avaliação dos resultados obtidos no ano de 2017.

No inicio do trabalho foram definidas metas de curto, médio e longo prazo para a redução dos índices de criminalidade, edificando uma estratégia de ação que se alicerça em duas premissas básicas.

  • O aumento da ostensividade própria da Polícia Militar;
  • Análise criminal como ferramenta de orientação do policiamento.

Na primeira estratégia, as equipes de serviço do 3º BPM, viaturas e motocicletas do GETAM, foram utilizadas com maior intensidade nos horários e locais onde a análise criminal indicava uma maior probabilidade do cometimento de delito. Além desse posicionamento estratégico das equipes, foi estimulada uma postura operacional calcada em aumento das abordagens policiais como medida preventiva, com clara intensão de retirar de circulação armas e drogas, desmotivando com essa atitude os infratores em potencial.

Também em função da análise criminal, foi desencadeada especial atenção à fiscalização das motocicletas e ciclomotores sem placa de identificação, portanto irregulares, visto que esses veículos ora eram o meio de locomoção para cometimento do delito, ora eram alvo do próprio delito.

Essa postura resultou na realização de 57.022 abordagens policiais que produziram os seguintes resultados:

  • Apreensão de 96 (noventa e seis) armas de fogo;
  • Recuperação de 395 (trezentos e noventa e cinco veículos) veículos com restrição de roubo/furto;
  • Prisão de 423 (quatrocentos e vinte e três) infratores em flagrante delito;
  • Apreensão de 62 kg de entorpecente, sendo aproximadamente 56 kg de maconha, 05 kg de cocaína e 01kg de crack;
  • Confecção de 1461 (mil, quatrocentos e sessenta e um) Relatórios de Ocorrência Policial – ROP;
  • Atendimento mensal de cerca de 6.000 (seis mil) chamadas da população por mês no através do telefone 190 ou acionamento direto das equipes, uma média de 200 chamadas diárias.

Quando relatamos produtividade temos que comparar com período anterior para verificarmos o comportamento de cada aspecto de nosso trabalho.

2016

2017

Abordagens

26.775

57.022

Apreensão de arma de fogo

47

96

Apreensão de entorpecente

13kg

62kg

Recuperação de veículos

135

398

Prisão em flagrante

178

429

Confecção de ROP

488

1.461

 

A produtividade de um trabalho não pode e nem deve ser expressadas apenas em números, mas em ações desencadeadas. Nesse período merecem destaque:

Ativação do posto policial do povoado Cajaíba, que atende cerca de 13 povoados de Itabaiana, além de 03 povoados de Areia Branca e apoio à equipe de Campo do Brito em ocorrências na divisa dos dois municípios;

– Policiamento dos jogos de futebol do campeonato sergipano (inclusive a final do campeonato) e do campeonato brasileiro;

52ª Edição da Festa do Caminhão e trezenas de Santo Antônio, que transcorreu sem registro de ocorrências expressivas;

– Realização de policiamento ostensivo sem registro de ocorrências expressivas nos festejos juninos das cidades de Areia Branca, Frei Paulo, Ribeirópolis, Malhador e Carira;

Convém destacar a integração de ações e compartilhamento de informações com a Delegacia Regional de Itabaiana, com a realização de várias prisões em ações conjuntas e colaboração do 3º BPM em operações realizadas pela Polícia Civil, as quais resultaram na prisão de centenas de infratores no ano de 2017.

Por fim, as ações adotadas foram planejadas pelo Comando do 3º BPM em consonância com as diretrizes operacionais do Comando do Policiamento do Interior e do Comando Geral da Corporação e resultaram na redução dos índices de criminalidade na região, com destaque para redução importante nos índices de homicídios (13% de redução na área do 3º BPM e 19,60% de redução na cidade de Itabaiana).

Ressalte-se que apenas o município de Ribeirópolis ocorreu aumento do número de homicídios em relação ao ano de 2016, os municípios de Macambira, Frei Paulo, Pinhão, Pedra Mole, Nossa Senhora Aparecida e São Miguel do Aleixo estão estabilizados. E todos os demais apresentaram redução de índices. Campo do Brito reduziu em 12,5%, Moita Bonita e São Domingos reduziram em 33%; Malhador e Carira em 40%, Areia Branca reduziu em 50%.

Além disso, os dados estatísticos de acompanhamento apresentam uma robusta redução nos índices de roubo (simples e majorado), roubos a motocicletas e ciclomotores, chegando a um patamar de redução de 26% em relação a 2016.

Os resultados indicam que estamos no caminho certo e a estratégia foi acertada. Continuaremos a trabalhar com o mesmo afinco e compromisso para continuar a reduzir os índices de criminalidade na região.

3º BPM A SERVIÇO DA SOCIEDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui